Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript!

13/09/2023

Trúbrot - Discografia.

Trúbrot foi uma banda de rock progressivo da Islândia. Foi provavelmente o primeiro supergrupo islandês, com o que isso pode ter de duvidoso. Afinal, já estávamos nos anos 1970. (Na Islândia, o que temos é uma lenta evolução até o surgimento de algo parecido com uma indústria, ou uma estrutura mais corporativa articulando mais "profissionalmente" a seara sonora local, estúdios, divulgação... o que só efetivaria a partir do final da década de 1970, graças ao envolvimento direto de músicos trabalhadores, como o pessoal do Trúbrot.)
 


Foram grandes. Super. vendedores de discos. (O equivalente ao que vende uma - boa? - banda iniciante de quase qualquer lugar, de três a cinco mil cópias.) 

A banda foi formada com o final do seminal Hljómar, na virada de 1969 para 1970. No novo time, os craques do Hljómar homem guitarra Gunnar e baixista-cabeceador Rúnar, mais uma rapaziada circulando, com destaque para a vocalista britânica Shady Owens (em alguns registros) e para o camarada pianista exemplar Magnús "Maggi" Kjartansson, dentro outras coisas ex-Ódmenn (vários registros, integrante fundamental). 

Na Islândia, fizeram e aconteceram. São quatro discos lançados ao longo da década de 1970. Os vinis originais, surpresa, valem aquela grana. Mas, diferentemente de vários comparsas contemporâneos, estão à disposição em CD. Há edições islandesas e "internacionais", Inglaterra, Japão, Coréia etc. Tudo razoavelmente obscuro, mas pro curável e encontrável. 

Qual o clássico do grupo? Parece não haver consenso entre os conhecedores. Avaliação pelo valor do mercado colecionístico? Nem pensar. Dentre os mais cobiçados estão a estreia. Trúbrot, gravado no Trident Studios, em Londres, no final de 1969 (com Shady Owens participando das vozes) e Lifun, de 1971. Não há dúvidas à sombra do vulcão, irmãos e irmãs! Undir Áhrifum ("sob a influência"), de 1970, com o Trúbrot exibindo sua clássica formação quarteto, é não só o melhor disco do grupo islandês, mas um dos melhores registros discográficos do gênero no período. 

(O Trúbrot figura, por vezes com certo destaque, nos tomos especializados em "progressivos" e derivados. Aviso: há muito pouco de onanismo progressivóide nesse disco. O que não quer dizer que seja necessariamente um problema figurar nos cânones progressivos. Mas é que, no caso, é bem mais embaixo.) 

A introdução, "Going", é uma desgraça! MC5 encontra Steely Dan numa quebrada do fim do mundo. As guitarras do lendário Gunnar Thórdarson estão impossíveis. O velho Allman e o velho Gallagher devem estar felizes... Até as protobaladas são boas! Em "Tracks", ecos cristalinos do mais lúdico e apaixonado Faces. O camarada Maggi arrasando no piano. Já falei do arrepiante épico "Feel Me", pouco mais de dez minutos, com direito a intermezzo de matriz stonesiana, simpatia demoníaca, que nos prepara para o viajante encerramento "Stjörnuryk", a única em islandês do disco? Nem vou tentar. 

Undir Áhrifum é um verdadeiro triunfo para a grande discografia islandesa dos bons sons. Se achar outro, compro e fico com dois. Texto: Fábio Massari. Rumo à Estação Islândia. São Paulo: CONRAD, 2001, Pg.49-51. 

Integrantes.

Shady Owens (Vocal)
Gunnar Þórðarson (Violão, Flauta, Vocais)
Karl Sighvatsson (Órgão, Piano)
Rúnar Júlíusson (Vocal, Baixo)
Gunnar Jökull Hákonarson (Bateria, Vocais)
Magnús Kjartansson (Piano, Órgão, Vocais)
Ólafur Garðarsson (Bateria)



Bitrate: 192Kbps.
 
Álbuns.
 
Trúbrot (1969)
01. I Dont' Care (2:39)
02. Rain (2:39)
03. You Will Have Me (4:40)
04. Us (3:44)
05. Freedom Of The Spirit (3:03)
06. The Woman Thief (2:54)
07. Byrjenda Boogin (0:27)
08. Love Your Fellow Man (5:05)
09. Without You (4:36)
10. As I Watched Chldren Play (3:24)
11. Remainders (9:10)
12. Change Yourself (3:02)
13. I See It (3:45)
14. I Know You'll Come (3:24)
15. Starlight (5:07)
16. Mr. White Shirt And A Tie (2:40)
17. A Little Song Of Love (2:16)


Undir Áhrifum (1970)
01. Going (4:44)
02. Everything's Alright (4:23)
03. In the Country (2:47)
04. Relax (2:44)
05. Sunbath (3:48)
06. Tracks (3:56)
07. Feel Me (10:36)
08. Stjornuryk (7:36)


….Lifun (1971)
01. Lives Overture (1:29)
02. Margford Eru Lifun Er Lifum Vid Ein (1:44)
03. Hush-A-Bye (2:40)
04. To Be Grateful (2:35)
05. School Complex (1:45)
06. Tangerine Girl (2:13)
07. Am I Really Livin'? (3:49)
08. Circulation (2:58)
09. What We Believe In (3:28)
10. Is There A Hope For Tomorrow (2:37)
11. Just Anothe Face (1:54)
12. Old Man (3:11)
13. Death And Finale (3:24)


Mandala (1972)
01. Mandala (4:33)
02. My Freind & I (3:11)
03. Down by the Water (3:01)
04. Coming your Way (2:41)
05. Drifting (3:27)
06. Rise and Shine (3:15)
07. Today (2:35)
08. Mr. Moonshine (3:09)
09. Pleasant Daydreams (3:08)
10. All I Wanna Do (4:02)
11. Scezio Pan (1:44)


Undir Ahrifum & Lifun (2003)
01. Going (4:44)
02. Everything's Alright (4:23)
03. In The Country (2:47)
04. Relax (2:44)
05. Sunbath (3:48)
06. Tracks (3:56)
07. Feel Me (10:36)
08. Stjornuryk (7:36)
09. I. Forleikur (1:29)
10. I. Forleikur (Part 2) (1:44)
11. Hush- A-Bye (2:40)
12. To Be Grateful (2:35)
13. School Complex (1:45)
14. Tangerine Girl (2:13)
15. Am I Really Livin (3:49)
16. II. Forleikur (2:58)
17. What We Believe In (3:28)
18. Is There A Hope For Tomorrow (2:38)
19. Just Another Face (1:54)
20. Old Man (3:09)
21. Death And Finale (3:26)


 
Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: alex.classicrock@yahoo.com.br

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.

Nenhum comentário :

Postar um comentário