Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript!

14/09/2023

Av'nir - Discografia.

Av’nir é um grupo raramente incluído no ranking do movimento de rock progressivo de Québec, Canadá, mas por uma razão bem justa: somente alguns ouvidos especiais podem reconhecer a tendência progressiva do grupo na primeira vez que os ouvem. Os dois únicos álbuns do grupo foram produzidos pelo músico que tornou-se posteriormente um gênio dos estúdios, Gilles Valiquette. O primeiro álbum, com o mesmo nome do grupo, lançado em 1975, é recheado de músicas aparentemente afinadas para serem tocadas nas rádios, ou seja, comerciais. Alguém pode imaginar uma leve influência do Blue Oyster Cult, escondida atrás de um som não muito diferente do April Wine. Sintetizadores estão presentes na linda “Les Nuages électriques”, combinados com um pouco de progressões de acordes experimentais para aproximarem-se do rock progressivo. “Un Jour” é a música que mais se aproxima do rock progressivo, com suas mudanças de curso incessantes e repentinas. O restante do álbum dá impressão de um grupo que ainda está à procura de sua identidade. Mesmo assim, é agradável de se ouvir.
 


O grupo aproxima-se mais convincentemente do movimento rock progressivo em seu segundo álbum, “Déclic”, de 1976. Os sintetizadores estão de volta como uma desforra e são destaques em duas músicas instrumentais (“Quand tu sors...” e “Vengeance”, sendo essa última o pico progressivo do grupo). Enquanto a presença de Valiquette é menos sentida e as músicas já não são tão comerciais, o grupo quase demonstra a sua identidade desejada. Infelizmente o esforço deles se perde com a esquizofrênica última música do álbum “La Terre tourne toujours”, sete minutos e meio que começa como um boogie-rock antes da tentativa de se passar por vários estilos do rock progressivo, culminando em uma versão burlesca de “Ce Jour-lá” (realizada na sua totalidade como uma peça pseudo-country descartável ). Esses minutos finais do álbum parecem confirmar que a banda não tinha ideia de qual seria o próximo passo. O sucesso iludiu o grupo, caso contrário, seriam parabenizados hoje pelo seu ecletismo. Texto: Prog Quebec, tradução por: Francisco Pimentel. 

Integrantes.

Jacques Rochon (Guitarra, Vocal)
Yves Lauzon (Guitarra)
Richar Boisvert (Baixo, Teclados)
Daniel L’Écuyer (Bateria)

Av'nir (1975)
01. Le Goût D'aimer (2:26)
02. Les Nouveaux Invités (3:43)
03. S'arranger Pour Que Ça Arrive (2:27)
04. Les Nuages Électriques (4:17)
05. Le Malentendu (7:05)
06. Un Air Inconnu (3:18)
07. Les Commissaires (2:49)
08. Rien N'a Changé (3:01)
09. Un Jour (4:29)
10. Solitaire (4:50)


Déclic (1976)
01. Déclic (3:37)
02. Vengeance (7:46)
03. Deja Trop Loin (Sorry Slightly Warped) (3:10)
04. Ce Jour-La (Slightly Warped) (2:06)
05. Renaissance (3:50)
06. Mirage + Quand Tu Sors... (7:07)
08. La Terre Tourne Toujours + Ce Jour-Là (Conclusion) (7:00)

 
Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: alex.classicrock@yahoo.com.br

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.

Nenhum comentário :

Postar um comentário